[Manual] Download Caderno de atenção básica 21 – Vigilância em Saúde: dengue, esquistossomose, hanseníase, malária, tracoma e tuberculose

Cadernos de atenção basica 21 Vigilância em saúde Dengue, esquistossomose, hanseniase, Malária, Tracoma e Tuberculose Donwload www.blogenfermagem.com  Vigilância em Saúde: dengue, esquistossomose, hanseníase, malária, tracoma e tuberculose

Caderno de Atenção Básica elaborado pela Secretaria de Vigilância em Saúde e pela Secretaria de Atenção à Saúde, para refletir os preceitos do Pacto pela Saúde: o fortalecimento da Atenção Básica e da capacidade de respostas às doenças emergentes e às endemias, reforçando o compromisso em torno de ações que apresentam impacto sobre a situação de saúde da população brasileira. Aborda a integração de ações relativas à dengue, esquistossomose, hanseníase, malária, tracoma e tuberculose, sendo necessária a incorporação deste Caderno ao conjunto de instrumentos e tecnologias voltados à educação permanente dos profissionais de saúde, fortalecendo as ações que buscam o controle dessas doenças e que promovam mais saúde para a nossa população.

download

 

Vigilância em Saúde: dengue, esquistossomose, hanseníase, malária, tracoma e tuberculose
Livro
Ministério da Saúde
2008
Ministério da Saúde
Dengue. Esquistossomose. Hanseníase. Malária. Tracoma. Tuberculose.
Atenção Básica. Atenção Primária à Saúde. Vigilância Ambiental em Saúde. Vigilância de Fatores de Risco. Epidemiologia.

SUMÁRIO
APRESENTAÇÃO.
1 VIGILÂNCIA EM SAÚDE NA ATENÇÃO BÁSICA 
1.1 Processo de Trabalho da Atenção Básica e da Vigilância em Saúde
1.2 O Território
1.3 Planejamento e programação
1.4 Sistema de Informação de Agravos de Notificação – Sinan
1.5 Ficha de Notificação Individual
1.6 Sinan NET
1.7 O Trabalho da Equipe Multiprofissional
1.8 Atribuições Específicas dos Profissionais da Atenção Básica/Saúde da Família
2 DENGUE
2.1 Vetores
2.2 Ciclo de vida do Aedes aegypti
2.3 Modo de Transmissão
2.4 Notificação
2.5 Diagnóstico
2.6 Diagnóstico diferencial
2.7 Tratamento
2.8 Prevenção
2.9 Medidas de Controle
2.10 Roteiro de Orientação Preventiva
3 ESQUISTOSSOMOSE
3.1 Modo de transmissão
3.2 Manifestação da Doença
3.3 Tratamento
3.4 Contra-indicações
3.5 Vigilância Epidemiológica (VE)
3.6 Definição de Caso de Esquistossomose
4 HANSENÍASE 
4.1 Agente Etiológico
4.2 Modo de Transmissão
4.3 Aspectos Clínicos
4.4 Diagnóstico
5 MALÁRIA
5.1 Sinonímia
5.2 Agente Etiológico
5.3 Vetores
5.4 Modo de Transmissão
5.5 Período de Incubação
5.6 Período de Transmissibilidade
5.7 Complicações
5.8 Diagnóstico
5.9 Gota Espessa
5.10 Esfregaço Delgado
5.11 Testes Rápidos para Detecção de Componentes Antigênicos de Plasmódio
5.12 Diagnóstico Diferencial
5.13 Tratamento
5.14 Esquemas de Tratamento para a Malária Recomendados pelo Ministério da Saúde
5.15 Esquemas de Primeira Escolha
5.16 Esquemas Alternativos
5.17 Tratamento da Malária Grave e Complicada
5.18 Características Epidemiológicas
5.19 Vigilância Epidemiológica
5.20 Notificação
5.21 Definição de Caso Suspeito
5.22 Confirmado
5.23 Medidas a Serem Adotadas
5.24 Atribuições Específicas das Equipes de Atenção Básica/Saúde da Família
no Controle da Malária
6 TRACOMA 
6.1 Agente Etiológico
6.2 Modos de Transmissão
6.3 Manifestação da Doença
6.4 Sintomas
6.5 Diagnóstico
6.6 Diagnóstico Laboratorial
6.7 Tratamento
6.8 Vigilância Epidemiológica
6.9 Atribuições Específicas dos Profissionais de Atenção Básica/Saúde da Família
no Controle do Tracoma
7 TUBERCULOSE 
7.1 Modos de Transmissão
7.2 Os Pulmões e os Alvéolos
7.3 Definição de Caso de Tuberculose
7.4 Tratamento
7.5 Esquemas de Tratamento e Posologia
8 FICHAS DE NOTIFICAÇÃO OBRIGATÓRIA 
8.1 Dengue
8.2 Esquistossomose
8.3 Hanseníase
8.4 Malária
8.5 Tracoma
8.6 Tuberculose

Gostou? Faça um comentário!